Casamento

terça-feira, dezembro 08, 2015Michelle Moura

O papo cabeça de hoje será baseado em uma matéria sobre Casamento que vi site Família.com. O título é: 10 estatísticas sobre casamento e divórcio que você precisa conhecer com urgência.


   

De acordo com com a matéria, o Dr. David Popenoerealizou uma pesquisa chamada The National Marriage Project onde ele cita 10 estatísticas bem interessantes sobre casamento e divórcio. Hoje, quero mostrar à vocês as seis que me chamaram mais atenção, e vamos papiar sobre elas:
  1. Casais que se casam na adolescência têm mais probabilidade de se separarem do que aqueles que se casam aos 20 anos;
Só quando entramos na fase adulta (durante a faculdade ou após, quando adquirimos uma estabilidade financeira) é que enxergamos o casamento da maneira em que ele é, não 100%, pois só o tempo para nos ensinar e ainda não sabemos tudo. A verdade é que em hipótese nenhuma deve-se morar junto ou se casar "apaixonada(o), pois esse estado emocional não nos permite ter a maturidade suficiente de levar uma vida a dois! 
  1. A probabilidade de encontrar o "par perfeito" é maior quando for apresentado por familiares, amigos e/ou conhecidos;
Meu esposo e eu, assim que nos convertemos ao evangelho, tivemos vários e vários conselhos sobre " ter a benção dos pais" para nos casar, e esse tópico me chamou muito a atenção, acredito que quando você tem mais gente a favor do seu relacionamento, ai é que a coisa flui de verdade, fora a confiança em entrar num namoro sabendo que amigos e família já conhecem a ambos. 
  1. Casais com princípios familiares parecidos tem mais sucesso na vida a dois (parece que quando o assunto é princípios "os opostos" não se atraem...)
Acredito 100% nessa tese! Antes de nos casar, fizemos um "curso preparatório" que inclusive recomendo a todos que pensam no casamento, e me lembro quem conversamos muito sobre os objetivos, o " fazer plano juntos". É um engano terrível achar depois do casamento dá pra resolver certos "detalhes", casamento é coisa séria e o que puder ser prevenido e conversado antes, faça!
  1. Morar junto antes do casamento não proporciona uma "fase de teste" válida;
Pensa comigo: você decide "juntar as escovas de dentes" e depois de 2 anos morando juntos (ou até antes) rola aquela treta em casa, o que é às vezes normal pois todo casal tem seu desentendimento, a probabilidade de um dos dois falar em "vou embora" é BEEEMMM maior do que dentro de um casamento, essa facilidade de entrar e sair não é garantia de um relacionamento bacana (-Ah, se não der certo a gente separa) poxa, vamos ficar nos machucando até quando?! Tenha certeza do que está fazendo antes de repetir uma frase dessas!
  1. O casamento ajuda as pessoas na geração de renda. O estudo concluiu que pessoas casadas progridem financeiramente. Os homens tornam-se mais produtivos após o casamento e passam a ganhar de 10 a 40% a mais do que homens solteiros de mesmo nível educacional e experiência profissional. 
Eu pessoalmente posso comprovar que conquistamos muito mais coisas depois de casada!
  1. Pessoas cujos pais se divorciaram são ligeiramente menos propensos a casarem-se e muito mais propensos a divorciarem-se quando casam.
Essa é uma triste realidade, quando o assunto é divórcio eu tendo a levar para o lado espiritual (me julguem) mas, leio a bíblia e tudo que venho praticando dá certo, está escrito que o diabo veio para "matar, roubar e destruir", o plano mais lindo do Senhor é a FAMÍLIA e o que vem acontecendo nos relacionamentos não é mera coincidência. Aliás o pensamento de "não deu certo para os meus pais..." ou "está todo mundo separando" acaba parecendo algo super natural, e definitivamente esse não é o projeto de Deus. Claro que nem tudo é culpa do diabo, então o que podermos evitar, o que estiver ao nosso alcance vamos fazer de tudo para que nosso lar seja um pedacinho do céu.
É isso meus amores, espero que gostem dessas reflexões, tenham uma ótima terça e até mais!

  

Você pode gostar também

0 comentários

Anuncio

Instagram

Formulário de contato